O Psicopedagogo

É o profissional que atuará no aspecto clínico (terapêutico). No aspecto clínico, o trabalho do psicopedagogo se constitui em:

• Avaliar e diagnosticar as condições da aprendizagem, identificando as áreas de competência e de insucesso do aprendente;

• De acordo com BOSSA (2000, p.102), em geral, no diagnóstico clínico, ademais de entrevistas e anamnese, utilizam-se provas psicomotoras, provas de linguagem, provas de nível mental, provas pedagógicas, provas de percepção, provas projetivas e outras, conforme o referencial teórico adotado pelo profissional.

• Realizar devolutivas para os pais ou responsáveis, para a escola e para o aprendente;

• Atender o aprendente, estabelecendo um processo corretor psicopedagógico com o objetivo de superar as dificuldades encontradas na avaliação;

• Orientar os pais quanto a suas atitudes para com seus filhos, bem como professores para com seus alunos;

• Pesquisar e conhecer a etiologia ou a patologia do aprendente, com profundidade.

O psicopedagogo deve ser um profissional que tem conhecimentos multidisciplinares, pois em um processo de avaliação diagnóstica, é necessário estabelecer e interpretar dados em várias áreas, dentre elas: auditiva e visual, motora, intelectual, cognitiva, acadêmica e emocional. O conhecimento dessas áreas fará com que o profissional compreenda o quadro diagnóstico do aprendente e favorecerá a escolha da metodologia mais adequada, ou seja, o processo corretor, com vistas à superação das inadequações do aprendente.

Menu